Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
 
3
4
6
7
8
10
11
12
13
15
16
17
18
19
21
23
24
25
26
27
28
30
 
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Arquivo
imprimir
Notícias


Estudo da comunidade biológica da Ribeira do Guilherme como indicador de qualidade ambiental


As ações de recuperação da floresta Laurissilva, no âmbito do projeto Life+ Terras do Priolo, estão a ser implementadas ao longo de um gradiente altitudinal na Serra da Tronqueira. A área recuperada abrange desde o bosque ribeirinho da Ribeira do Guilherme até à zona da Malhada.

Com o objetivo de mitigar os efeitos da intervenção na Ribeira do Guilherme, diferentes indicadores de qualidade ambiental estão a ser monitorizados desde 2016, incluindo a caracterização de sua comunidade biológica. Na vegetação das zonas ribeirinhas encontram-se organismos intimamente ligados aos cursos de água que utilizam o corredor fluvial para refúgio, alimentação, migração e reprodução durante todo ou parte de seus ciclos de vida. Pode-se considerar que a biodiversidade dos cursos de água é o resultado da heterogeneidade e conectividade de habitats, da qualidade das águas e do regime de caudais.

O estudo da comunidade biológica da Ribeira do Guilherme compreende dois grupos funcionais: os invertebrados bentónicos e as diatomáceas. Os padrões de diversidade destes organismos são indicadores de qualidade de água e da disponibilidade de habitats fluviais. Em relação aos invertebrados bentónicos foi possível identificar, até ao momento, 52 espécies incluídas em cinco Filos: Arthropoda, Mollusca, Annelida, Nemertea e Plathyhelminthes.Para além da Ribeira do Guilherme, o presente estudo abrange outras duas linhas de água da Serra da Tronqueira que foram criteriosamente escolhidas para a comparação da estrutura de suas comunidades biológicas.

O presente estudo cumpre os requisitos estabelecidos pela Diretiva Quadro da Água para a reabilitação fluvial e é desenvolvido através da parceria entre a SPEA e o InBIO (Laboratório Associado do Polo dos Açores do CIBIO - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos), Departamento de Biologia, Universidade dos Açores.





voltar


Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com