Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
1
7
8
9
10
11
12
13
14
17
18
19
20
21
22
25
26
27
28
29
31
 
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > 
imprimir
Notícias


Life+ Terras do Priolo - Engenharia natural


A engenharia natural, ou bioengenharia dos solos, é uma área da engenharia que se ocupa com a estabilização de taludes, encostas e com a estabilização e regulação dos cursos de água, através de técnicas combinadas desde a utilização de plantação, estacaria e de materiais naturais como pedras, madeiras, geotêxteis e fibras.

No decorrer do projeto Life+ Terras do Priolo, na zona da Mata dos Bispos, Povoação, foram testadas varias técnicas de construção de engenharia natural. Depois de analisar os seus resultados, estas técnicas foram mais tarde aplicadas em diferentes áreas de intervenção do projeto, com diferentes problemas.

Uma das  áreas onde as técnicas de engenharia natural foram aplicadas corresponde à ação C6 do projecto, no gradiente altitudinal de vegetação, onde nas linhas de água que estão presentes na parte mais baixa do gradiente, foram construídos pequenos açudes para contenção de solo. Estes açudes permitiram também que a velocidade da água (normalmente de regime torrencial) fosse reduzida e não existisse mais deslizamentos de terra no local.

Na área da Serra da Tronqueira, situada perto do Miradouro da Tronqueira, havia 2 ou 3 locais susceptíveis de ocorrer deslizamentos de terras. A construção de valas de drenagem ao redor das áreas a intervencionar, permitiu que a água não circule abundantemente dentro da área e com a construção de micro-açudes nos locais que teriam mais problemas de deslizamentos de solo, conseguimos minimizar os possíveis problemas de deslizamento de terra no local. Para estas medidas foram utilizados os troncos de madeira existentes no local, tendo-se construído mais de 10 micro açudes para cerca de 100m, evitando assim ter problemas de perdas de solo.

Por último, mas não menos importante, nos caminhos florestais abertos para o acesso às áreas de intervenção do Gradiente altitudinal, verificava-se que as valas de drenagem ao longo do caminho não eram suficientes. O solo no caminho florestal ia desaparecendo, colocando em risco a segurança do caminho.  Então para que este problema terminasse, construiu-se um pequeno muro vivo, técnica também utilizada na fase inicial do projecto na Mata dos Bispos, fazendo com que aquele local especifico deixasse de ter problemas de erosão. Mais uma vez os materiais utilizados foram apenas os troncos de madeira existente ao redor daquele local.

As técnicas de engenharia natural testadas ao longo do projeto Life+ Terras do Priolo têm tido resultados bastante positivos na contenção de solos em áreas de declive acentuado e com graves problemas de erosão.



voltar


Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com