Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
1
2
3
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
19
20
22
27
29
30
31
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Terras do Priolo > O Priolo
imprimir

O Priolo



Nome Cientifico:Pyrrhula murina
Nome Comum: Priolo
Família: Fringillidae
Ordem: Passeriforme

Descrição: Mede entre 15 e 17 cm e pesa cerca de 30 g. Tem a cabeça, parte das asas e cauda pretas, enquanto nos juvenis a cabeça é castanha. A barra a meio da asa e a zona do uropígio são acinzentadas. Os dois sexos são idênticos. No Verão alimenta-se essencialmente em zonas abertas e no Inverno permanecem na floresta nativa de altitude. Reproduz-se na floresta Laurissilva, entre os meses de Junho até ao final de Agosto.

Voz: O chamamento é um assobio curto, flautado e melancólico bastante distintivo.

                                              

Distribuição

O Priolo é uma espécie de ave endémica da ilha de São Miguel, mais especificamente da zona montanhosa localizada a leste desta ilha, que abrange os concelhos do Nordeste e da Povoação. Durante o século XX, devido à perseguição humana e posteriormente por perda e degradação de habitat, a população de priolo reduziu drasticamente tendo atingido um mínimo de 100 casais distribuídos por uma área restrita de cerca de 500 ha. A população actual está estimada em cerca de 1265 indivíduos*, limitada a fragmentos de vegetação nativa ainda existentes e fruto do esforço desenvolvido ao longo dos anos para a sua proteção. No entando, trata-se de um dos passeriformes mais ameaçado de extinção em toda a Europa.

Estatuto de protecção

O Priolo é uma espécie protegida pela Directiva Europeia das Aves e encontra-se incluída em várias listas de animais ameaçados, quer ao nível nacional (Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal), quer ao nível internacional (IUCN Red List of Threatened Animals), razão pela qual foi criada a Zona de Protecção Especial (ZPE) Pico da Vara / Ribeira do Guilherme (Sítio da Rede Natura 2000), que abrange toda a área de distribuição da espécie, visando assim a sua protecção e conservação. Atualmente, o seu estatuto de conservação está listado como "Em Perigo" muito embora até 2010 o seu estatuto fosse "Criticamente em Perigo".

* Coelho, R. 2014. _Monitorização de Priolo Pyrrhula murina 2014. _Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Lisboa (relatório não publicado).

Saiba mais sobre o Priolo


Relatórios de monitorização
-

Artigos científicos

Ceia, R. S., Ramos, J. A., Heleno, R. H., Hilton, G. M. and Marques, T. A. 2011. Status assessment of the Critically Endangered Azores Bullfinch Pyrrhula murina. Bird Conservation International 21: 477-489.

Ceia, R.; Heleno, R.; Ramos, J. A. 2009. Summer abundance and ecological distribution of passerines in native and exotic forests in São Miguel, Azores. Ardeola 56(1): 25-39.

Ceia, R.S., Sampaio, H.L., Parejo, S.H., Heleno, R.H., Arosa, M.L., Ramos, J.A. and Hilton, G.M. 2011. Throwing the baby out with the bathwater: does laurel forest restoration remove a critical winter food supply for the critically endangered Azores bullfinch? Biological Invasions 13: 93-104.

Monticelli, D.; Ceia, R.; Heleno, R.; Laborda, H.; Timóteo, S.; Jareo, D.; Hilton, G. M.; Ramos, J. A. 2010. High survival rate of a critically endangered species, the Azores Bullfinch Pyrrhula murina, as a contribution to population recovery. Journal of Ornithology 151(3): 627-636.

Ramos, J. 1995. The diet of the Azores Bullfinch Pyrrhula murina and floristic variation within its range. Biological Conservation 71: 237-249.


voltar



Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com